Teste da orelhinha: importância de observar orelha de bebês

teste da orelhinha

Você sabe a importância da Triagem Auditiva Neonatal? Mais conhecido como teste da orelhinha, esse exame é de grande importância para detectar precocemente problemas de audição no recém – nascido.

Com a realização desse exame, podemos concluir um diagnóstico e iniciar de forma rápida o tratamento. A realização do exame é recomendada ainda na maternidade.  A Lei Federal nº 12.303/2010 garante que a realização seja obrigatória e gratuita, e estamos caminhando para que seja ofertado em todas as maternidades do país

Como é realizado o teste da orelhinha?

O teste da orelhinha não causa dor ou desconforto ao recém – nascido. Para a realização é necessário que o médico utilize um aparelho que é responsável por emitir um estímulo sonoro, medindo seu retorno através de uma pequena sonda.

O exame dura em torno de 5 a 10 minutos, já dando a possibilidade do médico responsável analisar alterações que ocorreram durante o processo.

Caso ocorra alguma intercorrência no resultado, o bebê é encaminhado para realização e um exame mais completo, para que assim o diagnóstico seja concluído e o tratamento seja iniciado da forma mais rápida. 

O exame é obrigatório?

Sim, o Ministério da Saúde garante a obrigatoriedade da realização do teste da orelhinha é obrigatório para recém – nascidos. A indicação dos órgão é que ele seja realizado ainda na maternidade ou até 28 dias após o nascimento do bebê.

Os responsáveis pela criança recebem as orientações sobre quando e onde deverá ser realizado o teste, lembrando que o mesmo deve ser realizado por um fonoaudiólogo.

O que fazer caso o exame tenha alguma alteração?

Vários motivos podem acarretar alterações no exame que podem alterar o resultado, como quando o resultado apresenta divergência em somente um ouvido, isso pode ocorrer pela presença de algum líquido no ouvido do bebê. Nesses casos é indicado que o teste seja repetido após 30 dias.

Caso ocorra alguma alteração no exame, o bebê deve ser encaminhado para um diagnóstico mais detalhado. Assim, será realizada uma avaliação mais completa com um otorrinolaringologista para a realização de outros exames investigativos.

Com essa investigação o médico pode solicitar que os pais aguardem o primeiro ano de vida da criança, observando como está o desenvolvimento auditivo, repetindo assim o teste depois desse período.  Como em alguns casos podem ser descartadas qualquer dificuldade auditiva ou podem realmente confirmar alguma patologia.

Caso seja confirmado a perda auditiva parcial ou completa do paciente, o mesmo é encaminhado para um programa especializado que é responsável por orientar a família, estudar a possibilidade de uso para aparelhos de amplificação ou implantes. O médico fonoaudiólogo tem um papel importantíssimo durante todo o processo de diagnóstico e tratamento. 

Pacientes que o teste da orelhinha tem o maior risco de alteração:

  • Baixo peso;
  • Nascimento prematuro;
  • Surdez na família
  • Má formação que possa comprometer a orelha;
  • Uso de antibióticos logo após o nascimento;
  • Casos de rubéola, herpes, sífilis ou HIV;
  • Caso de toxoplasmose na mãe durante a gravidez.
  • Apresentam alguma síndrome como Waardenburg, Alport Pendred ou alteração de lábio leporino;
  • Passaram mais de 5 dias internados na UTI, ou ficaram internados com necessidade de uso de aparelhos para respirar.

Qual é a importância do Teste da Orelhinha?

Sem dúvidas, um dos principais pontos que favorecem a realização do teste o quanto antes é que com ele podemos ter um diagnóstico precoce relacionado a alguma patologia auditiva. Assim conseguimos iniciar o tratamento precocemente, aumentando as chances de recuperação total ou parcial da criança.

O que problemas auditivos podem influenciar?

Podemos nos questionar se a audição está relacionada apenas com a capacidade de ouvir, mas o problema vai muito além disso. Um problema auditivo pode influenciar a fala do bebê. 

O desenvolvimento da fala está ligado diretamente com a audição. Por isso, por mais que ocorra uma capacidade auditiva prejudicada, é importante que esse problema seja descoberto o quanto antes. Assim,  com intervenções sendo feitas precocemente os problemas auditivos e de fala podem ser diminuídos ou sanados antes mesmo do momento de aprendizagem da criança. 

Como saber se meu bebê está desenvolvendo a audição corretamente?

Antes de explicarmos sobre esses sinais de desenvolvimento da audição do bebê, é importante lembrar que cada criança possui um desenvolvimento individual, e caso seja observado qualquer alteração, é indicado que os pais procurem uma orientação mais detalhada de um profissional.

Pontos do desenvolvimento auditivo que são ideais em bebês:

  • O recém – nascido costuma ficar assustado quando ouve barulhos;
  • O som musical pode acalmar bebês de até 3 meses;
  • De 3 à 5 meses o bebê tenta imitar os sons que escuta, e possui o maior atenção para isso;
  • A partir dos 6 meses, a criança procura de onde está vindo o som que escuta, conseguindo ainda reproduzir algumas sílabas.
  • Com 1 ano é ideal que a criança comece a falar suas primeiras palavras completas;
  • Com 18 meses é ideal que o bebê pronuncie no mínimo 6 palavras;
  • Aos 2 anos a criança começa a falar frases com duas palavras;
  • Com 3 anos, inicia a formação de frases com duas palavras

Podemos concluir que o teste da orelhinha é um cuidado extremamente importante para recém – nascidos. Ele fornece um maior conforto aos familiares sobre a audição do bebê, ou mesmo indica a necessidade de um tratamento específico para problemas auditivos.

Quanto antes realizado, melhor será o prognóstico. E mesmo que tenhamos um bom resultado no teste, é necessário se atentar sempre aos sinais de desenvolvimento auditivo do bebê.

Orelha de abano em bebês

Além do teste da orelhinha para detectar doenças precocemente, quando bebês os pais também podem saber se os filhos tem orelha de abano.

Apesar de que quando bebês eles ainda estão em formação é importante ficar atento para que quando for maior e se for incomodo procurar métodos de correção.

Se você é adulto e tem orelha de abano e quer uma solução rápida e sem cortes, confira no nosso site como a Earblip pode te ajudar. Marque uma consulta e tire suas dúvidas!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recent posts
Our Gallery